quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Poesias de Pew


Queria

Queria ser rico
E ter o mundo na minha mão
Mas paro e penso
Com isso vem a solidão

Queria acabar com a violência no mundo
Mas ela não acaba nem se todos cooperar
Por isso me deito
E volto a sonhar

Queria poder viajar
Mas do que vai me adiantar
Eu não conheço ninguém
Quem eu vou visitar?

Queria tantas coisas
Mas nada agora faz sentido
Pois quem eu queria neste momento
Não está comigo